sexta-feira, julho 13, 2012

Top #10 : clássicos do rock feminino

Wanda Jackson
Como hoje é o Dia Mundial do Rock, me senti no dever de fazer uma postagem mais especial e a ideia é listar dez músicas que tornaram-se clássicos do rock feito por mulheres. Não gosto tanto de fazer esse tipo de lista pois sempre tem alguém que discorda, afinal, o gosto musical de cada um sempre acaba sendo levado em conta. Também fui meio ousada, pois meu conhecimento dos primórdios do rock feminino ainda é um pouco limitado, visto que sempre me foquei mais nas bandas femininas do punk, hardcore, grunge e alternativos diversos. Enfim, sem mais delongas, confiram a lista e façam um ótimo proveito da boa música, para comemorar essa sexta feira de muito rock n' roll. 


* As músicas não estão listadas em ordem crescente. Quis poupar o trabalho de definir qual é mais ou menos clássica.


Piece of my Heart
Banda: Big Brother and The Holding Company
Álbum: Cheap Thrills, 1968
Piece of My Heart é do segundo álbum da Big Brother and The Holding Company, banda na qual Janis Joplin cantava na década de sessenta. Foi escrita por Bert Berns e Jerry Ragovoy e interpretada originalmente por Erma Franklin, porém, quem de fato levou pedacinhos dos nossos corações cantando essa música foi Janis e fim de papo.




48 Crash
Banda: Suzi Quatro
Álbum: Suzi Quatro (em alguns países, Can The Can), 1973
48 Crash é a primeira música do primeiro lado do primeiro disco dessa grande pequena mulher. Suzi Quatro quebrou tabus sobre a participação feminina no rock, chegou com seu baixo, mandando ver na voz rasgada e não teve o que homem nenhum ficar colocando  defeito. Além dessa música, Can The Can também é uma ótima pedida. Para conhecer mais Suzi Quatro.





Pagu
Artista: Rita Lee 
Álbum: 3001, 2000
Simplesmente não tem como ser brasileiro e não conhecer Rita Lee, apesar de atualmente fazer um som mais chatinho, não é por menos que ela é a roqueira mais famosa do Brasil, quem discorda escute Mutantes, é demais. Ela tem atitude, talento e é ruiva natural! (risos) 
Quanto a escolha da música, Pagu não é a mais clássica dela, mas tem uma letra digna de virar frases de cartazes na Marcha das Vadias, Pagu é feminismo puro! E não poderia ser diferente, Patrícia Galvão (Pagu) foi uma brasileira ousada e notável, que deve ser lembrada sempre.




Because The Night
Banda: Patti Smith Group
Álbum: Easter, 1978
Patti Smith deve ser presença confirmada em qualquer lista sobre clássicos no rock feminino. Lá na década de setenta a mulher trouxe com a chegada do punk, doses de feminismo e política, além disso sua influência no rock mundial é inegável. Because The Night, composta em parceria com Bruce Springsteen, não é nem de longe a melhor música da sua carreira, mas é um clássico, não há quem nunca tenha escutado seu refrão cativante, até porque inúmeros artistas regravaram esse som.




Emergency
Banda: Girlschool
Álbum: Demolition, 1980
Girlschool é uma das bandas femininas mais bem sucedidas na história do rock, desde 1978 na ativa, elas com certeza têm seu lugar garantido no heavy metal para sempre.  Emergency é  um hit raivoso do primeiro álbum de estúdio da banda, ótima pedida para animar ainda mais o dia.





Edge of Seventeen
Artista: Stevie Nicks
Álbum: Bella Donna, 1981
Consagrada como integrante do Fleetwood Mac, Nicks também brilhou na carreira-solo. Edge Of Seventeen é uma das provas disso. Foi utilizada em School Of Rock como fundo para impagável coreografia de Joan Cusack, faz parte também do Rock Band 3 e serviu de inspiração para filme, com mesmo nome.




Pretend We're Dead
Banda: L7
Álbum: Bricks Are Heavy, 1992
Os anos noventa não teriam sido os mesmos sem a energia dessa banda. Essas quatro malucas são simplesmente i n d i s p e n s á v e i s  como influência para qualquer banda feminina que se preze. Pretend We're Dead com sua melodia cantarolável e fácil de grudar na cabeça embalou a geração grunge que até então fingia que estava morta mesmo, mas que mostrou todo seu potencial nesses anos, que eu daria tudo para ter vivido. A música é pessoalmente especial para mim, que posso dizer, com certeza absoluta que foi depois de ver pela primeira vez esse clipe, por volta dos meus doze anos, que me apaixonei por bandas femininas e quis desesperadamente montar uma e fazer igual a elas. 



Heartbreaker
Artista: Pat Benatar
Álbum: In The Heat of the Night, 1979
Benatar é uma mulher consagrada no rock, já têm sete discos de platina, três de ouro e inúmeros hits inesquecíveis. Heartbreaker é do seu primeiro disco e parece que tinha a fórmula certa do sucesso pois quase que instantaneamente caiu na graça do público, e não é por menos, a música é realmente empolgante, podem conferir.







Let's Have a Party
Artista: Wanda Jackson
Álbum: Wanda Jackson, 1960
Considerada a rainha do rockabilly, Wanda Jackson está aqui para provar que desde os primórdios do rock n'roll as mulheres já marcavam presença. E ela não só canta daquele jeito rasgado perfeito, como também toca guitarra, piano e escreve suas próprias músicas. Let's Have a Party é uma ótima opção para animar a sexta feira e também para mostrar que essa coisa de mulher tocando instrumentos e fazendo rock não é de hoje não!






I Love Rock n' Roll
Banda: Joan Jett and The Blackhearts
Álbum: I Love Rock n' Roll, 1981
É difícil falar da Joan sem ser influenciada pela paixão extremamente especial que sinto por ela. Bom, os fatos falam por si só, Jett fez parte de uma das poucas (e boas) bandas totalmente femininas da década de setenta, Runaways, depois seguiu em carreira solo e se deu super bem, emplacando diversos hits e mandando ver no combate ao machismo. I Love Rock n'Roll não é a melhor música dela, é clichê eu sei, mas é cláaassica! Então nada mais justo do que no dia do rock, colocar moedas na jukebox e escutar esse hino! 


Um comentário: