segunda-feira, julho 30, 2012

Fanny

Formada em meados da década de sessenta, Fanny é uma das primeiras bandas femininas de que se tem conhecimento, mas não pense que foi fácil a conquista desse mérito, não. As mentoras do projeto foram as irmãs June e Jean Millington, que "ralaram" bastante para conseguir uma brecha nesse estilo musical dominado pelos homens, elas quase desistiram, porém foi justamente naquele que seria seu último show, que conseguiram chamar atenção de Richard Perry, produtor que estava a procura  de uma banda só de mulheres para produzir. Infelizmente, foi assim, só com a ajuda de um homem que elas conseguiram ter seu talento reconhecido. Ainda com o nome de Wild Honey, as meninas assinaram contrato com a Reprise Records e seguiram-se três álbuns com a produção de Perry: Fanny (1970), Charity Ball (1971) e Fanny Hill (1972). O quarto álbum, Mother's Pride (1973) foi produzido por Todd Rundgren. A banda caiu na estrada e abriu shows para o Slade, Jethro Tull e Humble Pie, conquistando também sucesso no Reino Unido. Com algumas mudanças na formação, elas assinam um novo contrato, agora com a Casablanca Records e lançam o último álbum Rock and Roll Survivors, em 1974, pouco depois a banda termina.

segunda-feira, julho 23, 2012

54 Nude Honeys

Banda feminina formada no Japão, em 1992 pela baixista Vivi e a guitarrista Kotome. Yuri, a vocalista, juntou-se a elas um pouco depois, estabelecendo assim o trio que durou todo tempo que a banda esteve em atividade, trocando apenas @s bateristas. Após três anos tentando conseguir seu espaço, finalmente em 1995 elas assinam contrato com a gravadora Epic Sony. A banda têm quatro álbuns de estúdio que mesclam punk e garage rock, são eles Go Go Cabaret (Around the World) (1996), Drop the Gun (1998), Snake & Queen (2000) e um auto-intitulado lançado em 2003. 

sexta-feira, julho 20, 2012

Ninja Dolls

Banda de punk rock formada no ano de 2001, em Falun, Suécia. Até lançar o primeiro álbum "Cheap Tricks & Lies" em 2006 pelo selo sueco Rebel Nation Records, gravaram diversas demos, sendo que uma delas ficou três semanas no top 5 da Forbidden Radio. Após um longo período de shows pela Europa o segundo álbum,"1,2,3 Go!", é lançado em 2009 pelo selo alemão, Unconform Records. No mesmo ano a banda mudou um pouco a formação e decidiu gravar com o novo line up, o resultado é o EP "D.I.Y",  que eu particularmente prefiro por ser com a atual vocalista (quem quiser pode assistir os dois vídeos abaixo, o primeiro é com a nova vocalista e o segundo com a outra, compare e tire sua própria conclusão). Atualmente a banda conta com Paulina Hjertton (vocalista), Emma Norling (baixista), Martin Bäck (guitarrista) e Anton Bäck (baterista).  


quarta-feira, julho 18, 2012

Punkake


Banda formada em Curitiba (PR) por Bacabi (vocal), Livia (guitarrista), Ingrid (baixista) e Lucy (baterista), meninas que provam que atitude, vaidade e talento podem andar juntos sim senhor! A banda já tem um "currículo" repleto de grandes realizações: em 2007 foram escolhidas pela WSA (organização ligada a ONU) para fazer uma turnê pelo país representando um dos 8 objetivos do milênio e fazendo shows em diversas cidades para arrecadação de alimentos; no mesmo ano abriram o show das meninas do The Donnas, em Curitiba; Em 2009 participaram do programa Astros, no SBT, em horário nobre, ganhando ótimas críticas dos temidos jurados e também foram destaque no MySpace, e tudo isso não é por menos, Punkake une diversas influências do rock com o apelo musical do pop, essa receita, quando bem feita, nunca dá errado, o resultado é um power pop/rock cheio de energia. Em 2009 lançaram o álbum "Tão Sexy" e atualmente estão em turnê pelo país. O single "Uhu" e "Purgatório" de 2011 podem ser conferidos no endereço da banda no site Trama Virtual ou no MySpace.

terça-feira, julho 17, 2012

We Ride


Banda espanhola de hardcore formada em 2009 por Mimi (vocalista), Borja (guitarrista), Victor (baixista) e Brais (baterista), desde então eles vem tentando, com êxito, conseguir seu "lugar ao sol" na música européia. Boa parte da energia contagiante das suas músicas fica por conta de Mimi, com seu vocal cru e agressivo. Eles já têm uma demo (escute What Went Wrong), lançada em 2009, um álbum, Directions, de 2010 e atualmente preparam-se para lançar um novo trabalho, On The Edge.

sexta-feira, julho 13, 2012

Top #10 : clássicos do rock feminino

Wanda Jackson
Como hoje é o Dia Mundial do Rock, me senti no dever de fazer uma postagem mais especial e a ideia é listar dez músicas que tornaram-se clássicos do rock feito por mulheres. Não gosto tanto de fazer esse tipo de lista pois sempre tem alguém que discorda, afinal, o gosto musical de cada um sempre acaba sendo levado em conta. Também fui meio ousada, pois meu conhecimento dos primórdios do rock feminino ainda é um pouco limitado, visto que sempre me foquei mais nas bandas femininas do punk, hardcore, grunge e alternativos diversos. Enfim, sem mais delongas, confiram a lista e façam um ótimo proveito da boa música, para comemorar essa sexta feira de muito rock n' roll. 


* As músicas não estão listadas em ordem crescente. Quis poupar o trabalho de definir qual é mais ou menos clássica.

quarta-feira, julho 11, 2012

Bangs


Banda de punk/power pop/garage rock  formada em Olympia no ano de 1997 pela guitarrista Sarah Utter após recrutar Maggie Vail e Jesse Fox (substítuido por Peter David Connelly depois), para o baixo e a bateria, respectivamente. Durante o tempo que estiveram em atividade, gravaram quatro EPs pela Kill Rock Stars. O trio foi frequentemente ligado ao movimento riot grrrl (inclusive Maggie é irmã da baterista do Bikini Kill, Tobi Vail) mas eles negaram essa ligação e preferiam definir-se apenas pelo termo genérico "rock band",  resgatando influências como Ramones e The Go-Go's. A banda terminou em 2004, após Sarah mudar-se para Los Angeles. 

segunda-feira, julho 09, 2012

The Breeders

Banda formada em 1988, nos Estados Unidos, pela baixista (guitarrista, vocalista...) Kim Deal (Pixies) e a guitarrista Tanya Donelly (Throwing Muses, Belly). Sendo projeto paralelo de musicistas já conhecidas e bem conceituadas, o Breeders não demorou muito para conquistar sua fatia nesse bolo de alternative rock e afins. O primeiro álbum, Pod, lançado em 1990, foi produzido por Steve Albini (o mesmo cara que produziu os memoráveis In Utero, do Nirvana e Surfer Rosa, do Pixies). Na época do lançamento do segundo album, Safari, Deal recrutou sua irmã gêmea, Kelley para substituir Donelly. Foi com o terceiro álbum Last Splash, que veio o maior hit da banda, Cannonball (música com o slide de baixo mais inesquecível de todos). Em 1994 lançaram Head To Toe e ficaram desaparecidas por um tempo, Kim formou outro projeto paralelo, The Amps. Sua irmã afundou-se nas drogas, mas após uma boa rehab voltou a dedicar-se a música. 

sexta-feira, julho 06, 2012

Medialunas

Andrio Maquenzi e Liege Milk formam essa dupla linda e talentosa vinda de Porto Alegre. O casal mais musical do estado gaúcho faz um rock alternativo com uma boa dose de anos 90 e grunge, lembrando bandas que adoramos como Dinosaur Jr., Nirvana e Sonic Youth. Já tive a oportunidade de assistir dois shows deles e garanto que a dupla "deixa no chinelo" muita banda com quatro ou cinco marmanjos, além é claro, de serem super acessíveis e simpáticos. Bom, como já deu para perceber sou toda elogios para a Medialunas, e agora, quem não conhece e ficou curioso pode conferir o vídeo abaixo e baixar o som deles no site Trama Virtual

quarta-feira, julho 04, 2012

Tilt


Formado em 1992 na Califórnia, Tilt era liderado pela vocalista excelente e cheia de atitude Cinder Block, que também fez parte da banda  Fabulous Disaster e da Retching Red. Acompanhada de Jeffrey Bischoff (guitarrista), Pete Rypins (baixista) e Vincent Camacho (baterista) faziam um punk/hardcore super empolgante recheado de críticas e humor negro. Ao longo dos nove anos de banda foram lançados quatro álbuns, todos pelo selo Fat Wreck Chords (com exceção do primeiro lançado pela Lookout! Records). 

Curiosidade: Cinder Block (nome artístico de Cindy Morgan) é casada com o guitarrista Jeffrey Bischoff com quem co-fundou uma loja de merchandising chamda Cinder Block Inc.



Viewers Like You [1999]  *download*

terça-feira, julho 03, 2012

Queercore - a procura de música queer em São Francisco

Pequeno documentário feito por Meredith Heil com a proposta de procurar bandas queers na cena musical de São Francisco. A narrativa é bem interessante e as duas bandas entrevistadas também. Vale a pena confefir.


 
Fonte: cabeça tédio

Harum Scarum


Banda feminina de anarcho-punk/hardcore, formada em Portland que conheci a pouco tempo e que vale a pena escutar. A banda já tem quatro álbuns gravados (sendo um ao vivo) e aqui, recomendo especialmente o "Suppose We Try" de 2001 que foi o que eu escutei com mais calma e posso garantir que é bom pra caralho, os vocais femininos paralelos garantem a característica mais legal da banda, que mescla o som pesado e as letras com temas políticos com esse toque melodioso das vocalistas. Infelizmente não consegui muitas informações da banda e não sei se elas continuam na ativa, o último álbum é de 2004, The Last Light, lançado pela Partners In Crime Records.