quarta-feira, novembro 09, 2011

The Gits

The Gits foi uma banda de punk americana formada em Ohio, em 1986. Seu diferencial é atribuido a vocalista, Mia Zapata, que apesar da curta vida serviu de eterna inspiração para muitas riot grrrls. Eu tinha pensando em escrever uma biografia da banda e coisas do tipo, porém pesquisando achei um texto no blog Depredando o Orelhão que conta com perfeição a trajetória do Gits e de Zapata. Como eu não poderia fazer melhor - pelo menos por enquanto - preferi compartilhar dessa postagem aqui, é um pouco extensa mas vale a pena ler, garanto!

                   A Sereia Radioativa do Grunge
 Apesar de sua vida breve, Mia Zapata construiu com o Gits um monumento punk na Seattle efervescente do começo dos 90
 

"Mia Zapata é mais uma prova viva - ou melhor: prova morta - dos poderes sombrios de um dos números mais assombrados na mitologia do rock and roll: 27. Com esta idade amaldiçoada, perdemos Hendrix, Janis, Cobain e Jim Morrison, só para ficar nos mitos. Os últimos momentos de Mia, outra que se foi aos 27, dariam um belo filme, bem mais punk e pungente do que o retrato moroso de depressão que Van Saint filmou em Last Days como réquiem para outro roqueiro de Seattle que se foi cedo. Em uma das últimas frases registradas em seu diário, Mia escreveu: "um dia eu serei velha e ficarei devastada por ter conseguido viver tanto". Esse curioso devastated que ela utiliza só reflete uma atitude tão difundida na cena grunge e punk: o lema live fast, die young, que fez com que Kurt também dissesse que preferia morrer antes de virar Pete Townshend. Mia e os Gits também eram pura catarse, urgência e explosão: jovens fazendo punk rock como se o mundo fosse acabar amanhã com um cogumelo atômico.



Os Gits, apesar dos 3/4 de machos que compunham a banda, acabou, pela intensidade descomunal da personalidade de Mia Zapata, "a santa padroeira do riot grrrl", entrando para a história como um dos grupos mais fundamentais da história do "punk de menina". Foi fundamental influência para dúzias de bandas que se seguiriam: 7 Year Bitch, Babes in Toyland, The Distillers, Bellrays, Team Dresch, Sleater-Kinney, etc.
Formada em 1986 em Ohio, o foguete decolou mesmo em Seattle, num momento em que a cidade estava no epicentro de uma revolução sonora que, estourando os limites do noroeste americano, ganhava as paradas e os holofotes do mundo todo. O álbum de estréia da banda, Frenching The Bully, sai quando Nevermind já havia sugado todas as atenções para aquele canto da américa onde uma nova juventude perdida e fodida bolava um novo punk. O álbum é simplesmente um dos mais excitantes, intensos e estupendos álbuns de punk rock dos anos 90. A banda tinha tudo para seguir no rastro aberto por Cobain e companhia, tornando-se uma banda grunge adorada por todo o território americano e além. "

Em 1993 a banda começa a gravar o segundo album, Enter: The Conquering Chicken, porém a vocalista não pode ver o trabalho concluido, sendo vítima de estupro e assassinato antes do lançamento, que ocorreu no ano seguinte. O fato mais curioso desse album póstumo fica por conta de "Sign Of The Crab", uma música rápida e bem distorcida cuja letra, escrita por Mia, descreve ela sendo assassinada por um estranho. No trecho "...go ahead and slash me up 'cause you know you're the one that won't be found..." também descreve com assustadora semelhança o que veio a acontecer depois. Seu assassino só foi encontrado dez anos depois.

"O caso chocou toda a comunidade cultural na cidade e além: gerou discursos de inflamada indignação de várias personalidades da cena, uniu dúzias de artistas num álbum tributo de protesto (The Art Of Self Defense) e trouxe como consequência a criação de uma ONG em Seattle, a Home Alive. Mais dois álbuns dos Gits foram lançados postumamente, reunindo gravações ao vivo, raridades e lados B. Como acontece tão frequentemente, uma morte precoce, ao invés de destruir o legado de um artista, torna-o ainda mais mitológico: no caso de Mia Zapata, ela não precisou de mais de 27 anos para ser canonizada a diabinha mais brilhante do Riot Grrrl e uma das maiores vozes punk da década."

Obs: Fiz algumas pequenas correções e modificações no texto, quem quiser conferir o original clique aqui.
::Downloads::
(versão de 2003 com algumas músicas a mais)







Último show do The Gits :: Sign Of The Crab


R.I.P Mia
* 25.08.1965
+ 07.07.1993

Um comentário:

  1. Vou confessar que não conheço....
    Mas irei conferir mais músicas dela/do grupo...
    Adorei o visual dela!

    ;D

    ResponderExcluir