terça-feira, agosto 23, 2011

Crucified Barbara

[ Post escrito por mim, mas originalmente publicado no blog Love Rock Live ]

A banda feminina sueca foi formada em meados de 1998 em Estocolmo por Mia Coldheart, excelente vocalista e guitarrista solo, Klara Force, guitarrista base, Ida Evileye baixista, e Nicki Wicked baterista.

O curioso nome surgiu quando duas das integrantes prestigiavam o Roskilde Festival na Dinamarca e viram uma boneca inflável com o nome de Barbara, primeiramente pensaram em dar esse nome a alguma música, mas por fim, foi adotado como o nome da banda, junto com a palavra "Crucified".


Começaram fazendo um som mais puxado pro punk, influência bem presente nas garotas, mas conforme foram evoluindo, a sonoridade começou a ficar mais pesada e com mais técnica.
O single "Losing The Game" foi lançado em 2005, e em pouco tempo atingiu a oitava colocação dos tops suecos. Com esse retorno decidiram gravar o primeiro album. "In Distortion We Trust" foi lançado em 2006 e apesar de agradar razoavelmente a mídia e fãs do metal, é evidente que elas ainda tinham muitos pontos para melhorar. Destaque para a faixa "Play Me Hard".

Já mais "amadurecidas", em 2009, lançam seu segundo trabalho inédito, "´Til Death Do Us Party" , com músicas mais rápidas do que as do primeiro album, mas sem deixar pra trás a distorção suja e pesada. "Sex Action" e "Killer On His Knees" (vídeo abaixo) são as faixas mais executadas do CD.
Apesar do Crucified Barbara ter uma boa crítica e um desempenho em ascensão, aqui no Brasil a banda ainda é pouco conhecida.


Um comentário:

  1. Gosto muito da banda!
    Meu álbum preferido ainda é o primeiro, não que o "Til Death Do Us Party" seja ruim....mas enfim...

    ResponderExcluir