quinta-feira, julho 07, 2011

Tank Girl

" Tank Girl é uma história em quadrinhos britânica, criada por Jamie Hewlett e Alan Martin, em 1988, em pouco tempo ela já ficou muitíssimo popular por usar inusitada criatividade, que era uma demonstração do que o movimento punk da década anterior havia deixado na mente dos jovens os anos 80 e influenciado a arte gráfica.

O mundo dos quadrinhos sofria uma guinada e modificava sua forma de ver o mundo e passar essa visão para as pessoas. Agora, a arte era crua e conceitual. Aquele ditado “A beleza esta nos olhos de quem vê” nunca fez tanto sentido.

Tank Girl foi a primeira heroína sem lordose, já que não tinha enormes peitos siliconados. Era quase careca e carregada de piercings e tatuagens. Era diferente de todas as heroínas de HQ que vieram antes, justamente pelo fato de não estar nem ai com o visual e o papel que uma mulher deveria ter, desde os anos 20, quando as HQs se popularizaram. Sempre gostei de Tank Girl também por que ela contrariava o prisma machista de como a mulher vinha sendo vista desde então nos quadrinhos, talvez esse fosse o motivo maior de seu sucesso, pela personalidade criativa que demonstrava e que as mulheres sempre tiveram.

Minha mãe não gostava muito que lesse bastante os gibis, pois ela não é, de forma alguma, o que poderia se chamar de uma “menina-modelo”, a começar pelo seu visual com a cabeça raspada e band-aids no rosto. Suas atitudes também não eram condizentes com o que minha mãe chamaria de boa menina.
A garota tanque bebia uma lata de cerveja assim que acordava e fazia sexo com um canguru mutante. Ainda assim, conseguia ser uma criatura adorável, pela sua independência e pelo "non sense" de seus criadores.


Com o fracasso do filme estrelado pela Lori Petty, o caráter Cult do universo de Tank Girl acabou se perdendo, mas já tinha deixado sua marca a ferro e fogo.

A HQ foi publicada no Brasil pela extinta revista animal, entre o final dos anos 80 e comecinho dos 90, e ainda pode ser encontrada em sebos e gibitecas.
"






Fonte: Meu Mundo  (o link pra baixar o filme também está nesse blog) 

8 comentários:

  1. Eu sempre leio gibi desde faz mais de vinte anos, mas desse aí só ouvi falar e nunca li.

    ResponderExcluir
  2. Que legal, gostei do seu blog.

    Não costumo ler quadrinhos, mangas e etc... mas achei bem interessante.

    http://www.garotasdizem.com/

    ResponderExcluir
  3. Ah, te avisar. Ai no final do post tem uma repetição, não sei se você percebeu, rs.

    "do filme do filme"

    ResponderExcluir
  4. Já ouvi falar dela e acho que já vi o filme também. Senão me engano, ele é bem fiel ao espirito da personagem. Pena que não deu muito certo ao que parece. De qualquer modo, fica a sugestão de uma leitura bem interessante, pois faltam contrapontos as mocinhas e heróinas siliconadas dos quadrinhos.

    ResponderExcluir
  5. pode parecer estranho mais tenho uma amiga que adora essa historia em quadrinhos *----*

    http://www.blogescolhas.co.cc

    ResponderExcluir
  6. adoreei *o* e amei seu blog, estou te seguindo
    beijinhos ;*

    ResponderExcluir
  7. Olha...não sabia que era um gibi. Sempre tinha visto um monte de coisas da guria mas nunca pensei que fosse um gibi, muito legal. =]

    ResponderExcluir