segunda-feira, maio 30, 2011

As Diabatz

Guitarra semi-acústica, contrabaixo, bateria, visual estiloso incluindo moicano e estampa de oncinha e uma vibe rockabilly e punk no ar... Estou falando das Diabatz, o power trio feminino brasileiro que faz um som psychobilly de qualidade.


A banda foi formada entre 2006 e 2007 em Curitiba, por Baby Rebbel (guitarra e vocal); Claudia Smith (baixo acústico) e Clau Sweet Zombie (bateria) com a idéia de fazer um psychobilly bem tradicional, diretamente inspirado em bandas dos anos 80 como The Meteors, The Cramps, Torment, entre outras.

Após o lançamento de um EP intitulado "Witches Stomp" as garotas tiveram a oportunidade de tocar em um importante festival na Espanha e logo após gravaram o album "Riding Through The Devil's Hill" (2009), que abriu várias portas, inclusive para as brasileiras tocarem em uma turnê européia que passou pela Alemanha, Inglaterra, Bélgica, Espanha, Holanda, Itália, Suíça, Dinamarca e República Tcheca.

Em entrevista, a vocalista afirma que de cara gostou muito da cena psychobilly pela inexistência de causas políticas, diferente do punk por exemplo.

Enfim, estou meio sem inspiração para escrever, pois eu já tinha escrito esse post hoje, mas o Blogger deu conta de apagar tudo, então pra concluir eu gostaria de dizer que é por causa de bandas como As Diabatz, que eu ainda creio que o rock no Brasil tem esperança, e também preciso falar o quanto eu fico irritada quando as pessoas pensam que as únicas mulheres que fazem rock nesse país são a Pitty e as patricinhas, digo meninas, do Lipstick, gente, existe mais coisa além do que é passado na MTV.



Para quem se interessou, deixo aqui alguns links:



5 comentários:

  1. Curti muito o teu Blog também. Além dos textos, adorei o ''designer'' da página. Super descontraído, combinando muito com teu ''público alvo'' e estilo de texto. Obrigada pela visita no meu Blog, e muito sucesso com o teu. Estou seguindo :)

    ResponderExcluir
  2. Lembra muito o Stray Cats, só que de saia. Muito legal teu blog, não conhecia, mas vou estar sempre por aqui.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  3. Pode ter certeza, existem muitas bandas boas brasileiras, mas a maioria se encontra no cenário underground e não consegue subir por que a mídia não quer esse estilo divulgado.
    Mas existem muitas cooperativas de bandas que tentam mudar isso

    ResponderExcluir
  4. Curti muito o som delas e fico feliz de saber que no nosso cenário underground está bem servido. É uma pena que algumas pessoas restrinjam o próprio olhar a ponto de achar que só tem Pitty por ai.

    ResponderExcluir
  5. Oiee..
    Gostei muito daqui, ta um maximo ein!
    To seguindo tá?
    Segue? ^^
    :**

    ResponderExcluir