segunda-feira, dezembro 19, 2011

The Donnas *Discografia Comentada*

Brett Anderson, Allison Robertson, Maya Ford e Torry Castellano eram amigas desde o colegial, em Palo Alto na Califórnia e fãs incondicionais de punk rock. Aos 14 anos começaram a se reunir para tocar, fazendo músicas com letras provocantes e... continue lendo

Fonte dos comentáros referentes aos albuns: G33Ks 


The Donnas (1997)

É bastante clara a influência dos Ramones no som da banda nesse CD, punk clássico de guitarra “reta”, bateria simples, baixo marcado, e letras simples com vocais pouco trabalhados. Diversão enérgica, com aquele clima de descompromisso e leve revolta de qualquer boa banda punk clássica.


domingo, dezembro 18, 2011

Bisk8 *Punk Rock de Calcinha*


Banda feminina formada em 2001 no interior de São Paulo que aposta no punk rock e em letras bem humoradas para fazer crítica as patricinhas sem noção, a sociedade consumista, preconceituosa e as modinhas alienantes do momento. O som é inspirado pelo clássicos do Bikini Kill, X Ray Spex, The Donnas, L7 e Runaways.

terça-feira, dezembro 13, 2011

The Jezebels


Jezebels é uma banda de punkrock sergipana surgida em 2008 com influências que vão de Runaways à Jack Off Jill. Formada inicialmente como um girl-power-trio, são agora Daniela Rodrigues guitarra e vocal, Paloma Marques bateria e vocal e Fábio Barrros, baixo e vocal. A banda possui membros remanescentes de outras bandas sergipanas como Triste Fim de Rosilene e The Renegades of Punk e mantém a tradição, qualidade e vigor destas, um pouco da qualidade musical pode ser apreciada no lançamento, o EP/2009.

domingo, dezembro 11, 2011

The Donnas

Acredito que a maior parte do pessoal que acompanha meu blog já deve conhecer ou pelo menos ouviu falar dessa banda, porém tratando-se de um espaço para 'Female Bands' me sinto na obrigação de falar dessas meninas que são importantíssimas para o rock feminino.


Brett Anderson, Allison Robertson, Maya Ford e Torry Castellano eram amigas desde o colegial, em Palo Alto na Califórnia e fãs incondicionais de punk rock. Aos 14 anos começaram a se reunir para tocar, fazendo músicas com letras provocantes e sonoridade totalmente Ramones. Inclusive, essa influência esta super presente no primeiro album do quarteto, lançado em 1997. "American Teenage Rock And Roll Machine" foi lançado no ano seguinte e fez sucesso no underground americano e europeu, além de marcar o fim da contribuição de Darrin Raffelli na composição das músicas da banda.

O terceiro album, "Get Skintight" mostra um amadurecimento na sonoridade do quarteto, que deixou no passado o punk de garagem mais cru e apostou em um som mais hard e pop. Mudança que deu muito certo para as Donnas. "Turn 21" foi o quarto e último disco lançado pela pequena gravadora Lookout! Records. Além disso, como o nome diz, marca o fim da adolescencia das garotas.

quarta-feira, dezembro 07, 2011

Yeah Yeah Yeahs


Banda estado-unidense formada em 2000 pela sul-coreana Karen O., juntamente com o guitarrista Nick Zinner e o baterista Brian Chase. Ao longo desses onze anos o trio emplacou diversos hits nas paradas musicais como "Date With The Night", "Maps", "Y Control", "Gold Lion", "Cheated Hearts", "Zero" e "Heads Will Roll". Músicas distribuidas entre seus três albuns e três EPs, todos recebidos com ótimas críticas. A banda passou aqui pelo Brasil em 2006, tocou em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, durante a turnê de divulgação do album "Show Your Bones".

Show Your Bones [ download

segunda-feira, dezembro 05, 2011

Elastica


Elastica foi uma banda importante dos anos 90, que embalou a década com seu britpop em músicas como "Stutter", "Waking Up" e "Connection". O quarteto foi formado pela vocalista e guitarrista Justine Frischmann após deixar a banda Suede, em 1991. Para completar a formação contou com Justin Welch (baterista), Annie Holland (baixista) e Donna Matthews (guitarrista linda!!). Em 1993 lançaram seu primeiro single, "Strutter", seguido de "Line Up" alguns meses após. No decorrer de 1994 a banda permaneceu meio parada, fazendo poucos shows e gravando, entretanto permaneciam na mídia em consequencia do relacionamento de Justine com  Damon Albarn, vocalista do Blur.

Antes do lançamento do primeiro album, a banda teve que enfrentar alguns problemas relacionados a possíveis plágios como na música "Line Up" que possui um refrão semelhante a "I am the fly" do Wire, a abertura de "Connection" que é praticamente igual à "Three Girl Rhumba" do Wire e a semelhança de "Waking Up" com "No More Heroes" da banda The Stranglers. O grupo não negou as acusações e ainda afirmaram "que todos grupos pop tomaram idéias emprestadas e que toda música no final das contas era reciclada". Trecho em itálico retirado do Wiki.

Uh Huh Her


Banda de indie pop (ou electropop) formada em janeiro de 2007 em Los Angeles, Califórnia por Camila Grey, (ex-Mellowdrone) e Leisha Hailey que já havia participado das bandas The Murmurs e Gush e atualmente dedicava-se a sua carreira de atriz. A banda tem dois EPs e um álbum, Common Reaction, lançado em agosto de 2008. O nome da banda foi inspirado em um álbum da PJ Harvey de mesmo título.

Common Reaction [ download ]

domingo, dezembro 04, 2011

Lee Aaron

Nascida em Ontário, Canada em 1962, Karen Lynn Greening, mais conhecida por Lee Aaron começou a cantar com apenas 5 anos, aos 15 foi descoberta ao cantar em uma produção musical e formou sua primeira banda. Em 1982, lançou o álbum “Lee Aaron Project” que apesar de ter sido lançado só no Canadá e na Inglaterra chamou a atenção em outros lugares e abriu a oportunidade da banda tocar no Reading Festival

Em 1984 lança seu segundo album, "Metal Queen" que faz bastante sucesso e traz um dos maiores hits de sua carreira, a música título, Metal Queen. Mas foi com o "Bodyrock", de 1989, que Lee consagrou-se no hard rock, destaque para o sucesso "Whatcha Do to my Body". 

Atualmente Lee Aaron toca jazz e dedica-se aos seus dois filhotes. Segundo o site Revista Metal publicou em maio desse ano, Aaron foi convidada para participar do Sweden Rock Festival e afirmou que "que vai levar uma banda e arranjos pesados para os velhos clássicos", a metal queen ainda disse "que se reconciliou com sua alma ROCK e provavelmente não vai se incomodar da platéia bradando METAL QUEEN a plenos pulmões." Tá aí mais uma moça mandando ver no hard rock, quem curte esse estilo com certeza vai adorar as músicas de Lee Aaron.

sábado, dezembro 03, 2011

Endometriose


A banda Endometriose surgiu em meados de 2006 por três garotas da cidade de Feira de Santana: Ilani Silva (Baixo), Amanda Queiroz (Voz e Guitarra) e Norma Juliete (Bateria). A proposta é resgatar as influências musicais de cada integrante e produzir um rock calcado em letras feministas, o que originou um som que transita entre os estilos punk rock, hardcore e grunge.


sexta-feira, dezembro 02, 2011

Baby Lizz


Baby Lizz é uma banda feminina de Maracanaú-CE, composta por Jaque vocal,Thais baixo/vocal, Dejane guitarra e Nita bateria. A banda deu início as atividades em 2008; com um som pesado e letras que falam sobre nosso cotidiano, a realidade do país e a colocação da mulher nele. Tem como influências o movimento Riot grrrl, o Punk e o Hardcore. A banda lançou seu primeiro EP “Luxo para os Cegos” em 2009.

Luxo para os Cegos [ download ]

quinta-feira, dezembro 01, 2011

Katastrophy Wife


A esposa catastrófica (ou seja lá como diabos se traduz isso) em questão aqui é a maluca Kat Bjelland, que formou essa banda em 1998 junto ao seu ex-marido, Glenn Mattson. Com Keith St. Loius no baixo, lançam o album de estréia, Amusia, em 2001, que fez considerável sucesso e abriu portas para a banda tocar em festivais importantes do ramo, como o Reading Festival e o Ladyfest. Keith e Glenn deixam a banda sendo substítuidos por Adrian Johnson e Andrew Parker. Além deles, Vanessa White junta-se como segunda guitarrista. Em 2002, Bjelland resolveu usar o nome da sua antiga banda, Babes In Toyland e criou problemas com as ex integrantes do trio riot grrrl, sendo obrigada a continuar usando, Katastrophy Wife.

Vulva La Vida 2012



Teaser de divulgação da segunda edição do Festival Vulva la Vida, a ser realizado entre os dias 24 e 29 de Janeiro, em Salvador (BA).

quarta-feira, novembro 30, 2011

Guachass


Banda feminina de Montevidéu que manda a ver tocando um som rápido e pesado, super influenciado por Lemmy Kilmister e compania. A agressividade cria um par perfeito com a sensualidade  e o resultado está no vídeo logo abaixo.

A banda foi formada em 2004 por Camila Jettar e Florencia Ungo, ambas vindas de uma das primeiras bandas femininas uruguaias, Tom-Boy. Em 2007 foi lançado o primeiro album oficial, produzido por Sergio Chotsourian, guitarrista da conhecida banda uruguaia Los Natas. A formação atual conta com Mariana G. Deus (guitarra), Nico Taparauskas (baixo), Camila G. Jettar (voz) e Federico Mollinari (bateria). Florencia era a baixista anteriormente.

terça-feira, novembro 29, 2011

Guano Apes


Qualidade musical altíssima, vocalista de atitude (que nasceu no dia 25 de maio, como eu!), influências musicais variadas, essa é a banda alemã, Guano Apes. Formada em meados de 1993 pelos rapazes Henning Rümenapp, Dennis Poschwatta e Stefan Ude que sentiram necessidade de encontrar um vocal marcante e com presença para ficar a frente da banda. Eis que encontram Sandra Nasic, que alcança todas as espectativas, calando a boca dos machistas alemães que não esperavam muito da "rapariga".

"Proud Like God" (1997) é o album de estréia, que consegue conquistar muitos fãs nos paises de lingua alemã, na Polonia e em Portugal. Destaque para "Open Your Eyes", "Lords of the Boards", "Crossing the Deadline", "We Use The Pain", enfim.. album bom pra caralho. Com o segundo trabalho, "Don't Give Me Names" (2000) alcançaram um público ainda maior, na Europa e na America, fazendo shows nos Estados Unidos de abertura para a banda pós grunge (sem sal), Creed. "No Speech" é a minha preferida desse, e "Big In Japan" cover do Alphaville, a mais conhecida, creio eu. "Walkin On A Thin Line" foi lançado em 2003, antes do recesso da banda por conta de conflitos internos. Desse album, destaco "Dick", escutei essa até quase furar o CD.

O Guano Apes volta a se reunir em 2009, e esse ano lançaram "Bel Air", album que eu ainda não escutei, mas pelo que andei escutando no You Tube, deixa bastante a desejar em relação aos outros, com um apelo pop exagerado e o visual mais arrumadinho da vocalista me dá saudade da antiga Sandra e suas calças largas. Mas posso garantir que esses alemães agradam variados gostos e são super criativos, escutar um album inteiro do Guano Apes passa longe de ser repetitivo e cansativo.

** Vídeos e downloads abaixo ** 
 

segunda-feira, novembro 28, 2011

Eyes Set To Kill


Banda de post hardcore formada em Phoenix em 2004 pelas irmãs Alexia e Anissa Rodriguez, respectivamente vocalista/guitarrista e baixista. O album "Reach" lançado em 2008 estreou em # 29 na Heatseekers Billboard Charts e # 77 no Billboard's Independent Music, garantindo merecido sucesso para a banda. Seguem-se "The World Outside" de 2009, "Broken Frames" de 2010 e "White Lotus" lançado esse ano, que traz inesperados covers: Doll Parts (Hole) e Polly (Nirvana). Alexia alegou que ambas foram suas grandes influências musicais, porém sua inclusão do White Lotus gerou críticas negativas em função do desvirtuamento do som mais pesado, caracteristico do ESTK, confundindo um pouco a cabeça dos fãs. Além das irmãs Rodriguez, a formação atual conta com Cisko (vocal scream) e Caleb (bateria).


sexta-feira, novembro 25, 2011

Wendy O. Williams

Dona de uma voz potente e um moicano gigantesco, Wendy O. Williams com certeza marcou por onde passou e até hoje é uma figura que causa curiosidade e atrai mais fãs.


Nascida no dia 28 de maio de 1949 em Nova York, Wendy foi em busca de "aventuras" cedo, largou a escola e com dezesseis anos foi de carona até o Colorado. Passou pela Flórida e morou na Europa onde trabalhou como cozinheira e dançarina. De volta a Nova York em 1976, entrou em contato com Rod Swenson, após ver um anuncio procurando musicos que ele havia deixado em um terminal rodoviário. Primeiro ocorreu a quimica entre eles, começaram a namorar e só dois anos mais tarde a banda veio a tornar-se real. (Algumas fontes dizem que Rod e Wendy conheceram-se em um evento ligado a contra-cultura, e ele a convidou para atuar em uma peça teatral que ele estava fazendo. Eu não estava lá, portanto não sei qual é a versão verdadeira).


A primeira aparição do Plasmatics em público foi em 1978 no CBGB's. Muito influenciados pelo punk, mas com um "quê" hard rock que tornava suas músicas muito excêntricas. Ficaram rapidamente conhecidos pelas suas perfomances no palco; No show do Plasmatics era normal, por exemplo, o guitarrista serrar sua guitarra com uma serra elétrica e Wendy O. cantar com os peitos a mostra. Inclusive em 1981, ela foi presa por simular uma masturbação no palco. Foi perseguida e violentamente agredida por policiais, chegou a levar doze pontos no rosto, Rod Swenson ao tentar intervir apanhou até ficar inconsciente. Depois do ocorrido, ambos foram absolvidos.

quarta-feira, novembro 23, 2011

The Bombettes


Para mostrar mais uma vez que as suecas estão com tudo no rock, hoje vou falar das Bombettes. Misturando pop, rock, punk e garage o som das garotas é simples e empolgante. A banda foi formada em 2005 e já tem dois EP's gravados e o album "Get out of my trailer, Sailor!". A formação conta com Elin na voz, Chrystal no baixo, Ellen na guitarra, Jenka na outra guitarra, e Maria na batera. 

terça-feira, novembro 22, 2011

Comentário sobre o show do Hole no SWU

A passagem de Courtney Love e compania pelo Brasil, no último dia 13, foi bastante polêmica e gerou muitos comentários, na sua grande maioria negativos. Com certeza, a maioria deles partiu de criticos idiotas e fãs abobados de Kurt Cobain que odeiam só por odiar a Love. Como fã, me senti no direito de mostrar meu ponto de vista no blog, mas acabei não achando as palavras certas, porém a blogueira do Estranho Mundo de Mary passou por aqui e desabafou sobre esse assunto, confiram abaixo seu comentário:

"Queria dizer que, ao ler e reler os comentários da "mídia oficial" sobre a apresentação do Hole no SWU cheguei a uma constatação quase irreal: após seis décadas de rock'n'roll muita gente ainda não entende a relação "música+liberdade=rock"

Os desavisados, eu perdôo - afinal, niguém é obrigado a saber o quão casuais e despretenciosas costumam ser as apresentações do Hole (mas que fiquem avisados a partir de agora, hein!)

Agora os críticos "entendidos", criticando Courtney Love e sua performance... façam-me o favor de pelo menos e estudar sobre o que vão escrever para não passarem pelo ridículo de se tornarem "cronistas do óbvio" e postulantes a padronizar o rock como fazem com outros gêneros musicais.

No mercado interno médio (composto de pré-adolescentes histéricos e consumidores que adquirem cds de rock para animar festas em condomínio) isso pode até funcionar - mas com gerações mais "rodadas" e gente que conhece o rock de tanto frequentar shows e buscar informações de diversas fontes, chega a ser cômico esse tipo de comentário.."

Courtney mandou ver no SWU e ponto.

segunda-feira, novembro 21, 2011

Joan Jett: Atração confirmada no Lollapalooza BR


Linda até fazendo careta de rockstar!
Para a alegria dos fãs, finalmente Joan Jett virá ao Brasil. Após muitos boatos sobre as atrações que vão participar da primeira edição brasileira do Lollapalooza, o line up foi confirmado nessa segunda feira, dia 21. Além dela, irão participar bandas como Foo Fighters e Artic Monkeys.

"Outra representante das calcinhas do rock será a canadense Peaches - que já contou com Joan Jett participando do CD "Impeach My Bush" (2006). De repente rola jam session entre as duas, hein!

Juliette and the Licks


Banda formada em 2003 em Los Angeles, California, liderada pela atriz Juliette Lewis. Acredito que muitos de vocês já podem ter escutado alguma musica deles, como "Hot Kiss" que eu lembro de ver várias vezes passando na faixa de clipes da MTV. O som da banda tem a energia do punk e o apelo comercial do pop. Depois de atuar em mais de quarenta filmes, incluindo sucessos como Assassinos por Natureza (que conta na sua trilha sonora com L7 e Patti Smith!), Julliete mostrou que também sabe fazer um bom rock n'roll e soltou a voz. A banda conta com dois albuns de estúdio e terminou em 2009.

Four On The Floor [ download ]

sábado, novembro 19, 2011

Civet


As garotas de Los Angeles, California, mandam ver no som que definem como "Femme Fatale Punk Rock", como diz o nome, elas mantem a aparência impecável deixando muita gente babando e ainda tocam um punk pra ninguém colocar defeito. Elas já tem gravados cinco albuns e um EP de 2000. O último "Love & War", lançado esse ano pela Hellcat Records eu ainda não escutei, então deixo o link do anterior, "Hell Hath No Fury" de 2008. Apesar de apontarem como principal influencia musical a banda Runaways eu recomendo Civet pra quem pira nos dois primeiros albuns do Distillers, como eu. A semelhança é notável.
Na formação: Roxie Darling (baterista), Ms Liza Graves (vocalista e guitarrista), Suzi Homewrecker (vocalista e guitarrista) e Jacqui Valentine (baixista).

Hell Hath No Fury [ Download ]

sexta-feira, novembro 18, 2011

Joan Jett "The Hit List"

Well, já escrevi aqui uma biografia da Joan, já babei olhando suas fotos, já pintei o cabelo de preto e até  tentei fazer um corte igual ao dela. Hoje vou apenas falar um pouco de um (dos muitos) álbuns de sua discografia, o The Hit List, lançado em 1990. Fãs da Joan assim como eu, podem me xingar, mas depois dos três primeiros álbuns, meus preferidos são o Evil Stig e The Hit List, ambos com covers (o primeiro com músicas do Gits, confira Top #5: Albuns de Riot Grrrl). Verdade seja dita, Joan Jett é uma ótima intérprete, cantora e guitarrista, porém não tão boa compositora. Whatever, vou falar do Hit List, não criticar minha musa inspiradora.


Como o nome diz, ela selecionou vários clássicos do rock n'roll e fez sua versão. Salvo "Love Hurts" (mais conhecida na versão do Nazareth) e "Have You Ever Seen The Rain" (Creedence) que são músicas "clichês de doer", as outras todas ficaram muito boas. "Pretty Vacant" do Sex Pistols deixou um pouco da precariedade do punk primitivo e ficou digna de tocar em rádio. "Tush" do ZZ Top ficou perfeita na voz rouca de Joan e mais animada que a original. E o outro grande ponto alto do disco é a penúltima faixa, "Love Me Two Times" do The Doors que apesar de não chegar perto da original ficou muito interessante nessa versão. Vale a pena baixar.

quinta-feira, novembro 17, 2011

Izia




Conheci essa moça no Poison Time, (blog que eu sempre adoro visitar) ha alguns meses e desde então me apaixonei por sua voz. Izia é de origem francesa e tem 21 anos, por nascer em uma familia de músicos a garota teve contato com essa arte desde cedo. Enfim, o resto é história: ela descobriu o bom e velho rock n'roll, no maior estilo "rockstar teen" abandonou a escola aos 15 anos, gravou um EP e abriu o show de Iggy and The Stooges. Seu primeiro album foi lançado em 2009 e além da boa repercussão rolaram comentários comparando Izia a Janis Joplin. Audácia ou não, a mulher realmente manda ver!

sábado, novembro 12, 2011

Kenickie

 

Banda de rock formada em 1994, na Inglaterra. Em maio de 1997 o quarteto lança seu primeiro album, "At The Club" que alcançou a nona posição no UK Albums Chart, além disso a música "In Your Car" abriu a edição do Top Of The Pops de janeiro do mesmo ano. O segundo album é lançado no ano seguinte, com uma recepção bem menor do que o anterior. A banda terminou em 1998, após um show em que a vocalista encerrou dizendo "We were Kenickie ... a bunch of fuckwits".

quarta-feira, novembro 09, 2011

The Gits

The Gits foi uma banda de punk americana formada em Ohio, em 1986. Seu diferencial é atribuido a vocalista, Mia Zapata, que apesar da curta vida serviu de eterna inspiração para muitas riot grrrls. Eu tinha pensando em escrever uma biografia da banda e coisas do tipo, porém pesquisando achei um texto no blog Depredando o Orelhão que conta com perfeição a trajetória do Gits e de Zapata. Como eu não poderia fazer melhor - pelo menos por enquanto - preferi compartilhar dessa postagem aqui, é um pouco extensa mas vale a pena ler, garanto!

                   A Sereia Radioativa do Grunge


 Apesar de sua vida breve, Mia Zapata construiu com o Gits um monumento punk na Seattle efervescente do começo dos 90
 

"Mia Zapata é mais uma prova viva - ou melhor: prova morta - dos poderes sombrios de um dos números mais assombrados na mitologia do rock and roll: 27. Com esta idade amaldiçoada, perdemos Hendrix, Janis, Cobain e Jim Morrison, só para ficar nos mitos. Os últimos momentos de Mia, outra que se foi aos 27, dariam um belo filme, bem mais punk e pungente do que o retrato moroso de depressão que Van Saint filmou em Last Days como réquiem para outro roqueiro de Seattle que se foi cedo. Em uma das últimas frases registradas em seu diário, Mia escreveu: "um dia eu serei velha e ficarei devastada por ter conseguido viver tanto". Esse curioso devastated que ela utiliza só reflete uma atitude tão difundida na cena grunge e punk: o lema live fast, die young, que fez com que Kurt também dissesse que preferia morrer antes de virar Pete Townshend. Mia e os Gits também eram pura catarse, urgência e explosão: jovens fazendo punk rock como se o mundo fosse acabar amanhã com um cogumelo atômico.

quinta-feira, novembro 03, 2011

The Creepshow

Quarteto canadense formado em Ontario, Canada no ano de 2005 com o propósito de tocar um bom psychobilly com direito a letras inspiradas em filmes de terror e tudo (não é a toa que o nome da banda é inspirado em um filme de terror cujo roteiro foi baseado em um livro do mestre Stephen King).


O primeiro album "Sell Your Soul" foi lançado em 2006 pela Stereo Dynamite e distribuido pela EMI. Em 2007 Hellcat ficou grávida e o posto de vocalista e guitarrista ficou com sua irmã mais nova, Sarah Sin, a principio em caráter temporário, e depois de forma permanente. Sua última participação no Creepshow é no vídeo da música The Garden.

Rock pelo Direito ao Aborto


Navegando na internet e buscando cada vez mais informações sobre bandas femininas e feminismo, encontrei um blog que em poucas postagens mostra como o rock, enquanto estilo musical, faz sua parte disseminando idéias e conceitos, nesse caso, relacionado ao direito ao aborto. Resolvi então postar algumas músicas aqui, dando os devidos créditos ao blog Rock Pelo Direito de Decidir.






terça-feira, novembro 01, 2011

Sahara Hotnights

Banda feminina sueca formada em meados de 1991. Em 1997 lançam um EP e alguns singles pelo selo Speech Records, o album de estréia "C'mon, Let's Pretend" é lançado em 1999. Depois de serem indicadas a dois Grammys suecos as garotas ganham maior visibilidade e assinam contrato com a BMG. O segundo album "Jennie Bomb", lançado em 2001 coincide com um maior interesse em bandas da Suécia, e o Sahara Hotnights tem um maior reconhecimento. As músicas "Alright, Alright" e "On Top Of Your World" são lançadas como singles. 

Segue-se "Kiss & Tell" lançado em 2004 já pela gravadora RCA , "What If Leaving Is a Loving Thing"  em 2007, "Sparks" em 2009 e ainda um album auto intitulado lançado esse ano. A sonoridade do quarteto tem várias influências, entre elas é predominante o garage rock, power pop e punk. Ou então como definiu a blogueira do Klitoris FreakShow, elas tocam "rock n' roll, no seu melhor estado de espírito". 

sexta-feira, outubro 28, 2011

The Subways.. Oh Yeah!



Charlotte Cooper e essa música são empolgantes!

The Subways é um trio britânico formado em 2003. A banda já tem três albuns de estúdio, sendo que o último deles, Money And Celebrity foi lançado esse ano. A formação do Subways é curiosa pelo fato de Billy Lunn (vocalista e guitarrista) e Charlotte Cooper (baixista) serem ex-noivos, e Josh Morgan (baterista) ser irmão de Billy. Ou seja, está tudo entre família!

Quem quiser saber mais sobre a banda acesse o amigo Wiki
Para download: Young For Eternity 

quarta-feira, outubro 26, 2011

The Priscillas


Banda feminina formada em Londres, em 2003. As garotas já tocaram com The Cramps e The Subways, além de terem o apoio de James Blunt (o cara que cantava "You're beautiful, you're beautiful it's true" com uma voz estremamente irritante). Caracterizo a sonoridade delas como um pop punk, porém são notáveis algumas outras influências musicais, como o garage rock. A formação atual conta com Jenny Drag nos vocais, Guri Go-Go na guitarra, Lydia Lollipop, baixista e Peck Perry, baterista. A banda tem dois albuns de estúdio, abaixo o link para download do último, "10,000 Volts" de 2009.

terça-feira, outubro 25, 2011

Bitch Alert - ..rriot

(Resenha publicada originalmente em abril de 2011 no blog Love Rock Live, escrita por mim.)

"...rriot!", é o segundo de quatro albuns que o Bitch Alert já lançou lá pela Finlândia (país de origem da banda). Porém foi o escolhido para a estréia do trio no Reino Unido, em maio de 2004. A banda foi formada em 1997. Escutando um pouco esse album dá para perceber que eles são autênticos representantes do Riot Grrrl, assim como sugere o nome pretencioso do disco.


O album começa com "Sunsets You Know", distorcida e barulhenta. Na verdade, quando escutei o album pela primeira vez, pensei tratar-se de uma banda do inicio dos anos noventa, por sua semelhança com o Riot Grrrl diretamente inspirado no movimento grunge, inclusive a sonoridade dessas músicas do Bitch Alert, me lembra bastante Hole: canções com um andamento mais lento, riffs simples e super criativos que ficam na cabeça e um vocal berrado no refrão. E falando em voz, acho que esse é o diferencial do trio, Heinie (vocalista e guitarrista) com seu vocal rouco, faz baladinhas flertando com o pop tornarem-se mais sombrias e intensas.

segunda-feira, outubro 24, 2011

Fabulous Disaster


Banda feminina de punk rock/hardcore formada em 1998, São Francisco. Em 1999 é lançado o primeiro album, intitulado "Pretty Killers" pela Evil Eye Records. Em 2000 assinam contrato com a Pink and Black Records, subsidiária da Fat Wreck Chords (gravadora fundada pelo baixista do NOFX, Fat Mike) especializada em bandas punk femininas. O segundo album "Put Out or Get Out" (2001) é o responsável pelo sucesso da banda, destaque para a música "Gia". Após uma extensa turnê, "Panty Raid!" é lançado em 2003, nessa época a vocalista, Lynda Mandolyn concedeu uma entrevista ao Zona Punk, quem quiser conferir clique aqui. Com uma nova formação, em 2004 lançam o EP "I'm A Mess" (destaque para a cover de Anthrax da música "Got The Time", ficou demais!). Em maio de 2007 lançam seu último CD, "Love At First Fight". No mesmo ano, o fim da banda é anunciado no site oficial. A última formação contava com Squeaky (guitarrista), Lizzie Boredom (baixista) e Sally Disaster (baterista), além da vocalista, Lynda.

segunda-feira, outubro 17, 2011

Courtney Love, presença confirmada no SWU

Bom pessoal, primeiramente peço desculpas por ter abandonado o blog durante esse mês de outubro, estou estudando para o Enem mas apartir da semana que vem volto trazendo mais bandas femininas.

Courtney Love, linda aos 47 anos

A notícia que mais alegrou as(os) fãs brasileiras da Courtney esse mês com certeza foi a confirmação da sua presença no festival SWU no dia 13 de novembro, a frente do Hole. A banda que vem pela primeira vez ao pais vai ser atração principal do New Stage, palco dedicado à atrações mais alternativas. Quem quiser saber mais sobre o festival que também traz bandas como Faith No More, Alice In Chains e Stone Temple Pilots pode acessar o site do SWU.

terça-feira, outubro 04, 2011

Heavens to Betsy


Banda feminina de "indie punk" formada em 1991 na cidade de Olympia (Washington) por Corin Tucker e Tracy Sawyer. Participaram do Love Rock Revolution Girl Style Now ao lado de bandas como Bratmobile e 7 Year Bitch, esse evento foi de grande importancia e é considerado ponto de partida para o riot grrrl. Lançaram três EPs, uma demo auto intitulada e o album "Calculated" em 1993, pela gravadora independente Kill Rock Stars. A banda terminou em 1994 quando Corin Tucker formou o Sleater-Kinney junto com Carrie Brownstein (Excuse 17).

Calculated [download]

quarta-feira, setembro 28, 2011

Tsunami Bomb

Banda californiana com influências punk formada no ano de 1998. Sua última formação contava com Emily Whitehurst, Jay Northington, Matt Mckenzie e Gabriel Lindeman. Durante o tempo em atividade fizeram muitos shows, além de lançarem quatro EPs e dois albuns de estúdio. A banda acabou oficialmente em 2005, os integrantes apontaram como motivo principal o "fim do negócio na industria musical".

Emily Whitehurst e Matt Mckenzie formaram a banda The Action Design. Já Jay Northington e Gabriel Lindeman constituiram a banda Nothington. O Tsunami Bomb ainda realizou um show beneficiente no dia 17 de janeiro de 2009, em Petaluma, cidade natal da banda.


Downloads:
The Ultimate Escape  [ download ]
The Definitive Act [ download ]

quinta-feira, setembro 22, 2011

Joan Jett

Joan Jett é uma das mulheres mais influentes no rock mundial, não é a toa que recebe frequentemente o título de 'Rainha do Rock'. Hoje, dia 22 de setembro é o 53º aniversário dela e minha homenagem fica por conta dessa pequena biografia.

Joan Marie Larkin nasceu em Winnewood, um subúrbio da Filadelfia, Pensilvania, no dia 22 de setembro de 1958. Em 1967 mudou-se para Rockville, Maryland onde frequentou Randolph Junior High and Wheaton High School. Aos 13 anos ganhou de natal dos pais sua primeira guitarra, após algumas aulas começou a passar a maior parte do tempo escrevendo canções. Pouco depois mudou-se com sua família para Califórnia. Em Los Angeles, Joan teve a oportunidade de interagir com alguns dos seus ídolos, inclusive Suzi Quatro, uma das primeiras figuras femininas no rock a tocar guitarra. Jett era sua fã incondicional e inspirava-se muito em Suzi, desde o modo de vestir-se até o corte de cabelo. A jovem usando sapatos com Suzi Quatro esculpida na plataforma de madeira, aguardava anciosamente em saguões de hotéis onde a guitarrista estava hospedada afim de tentar ter algum contato ou apenas admira-la. Joan curtia as noites no Rodney Bingenheimer's English Disco, único lugar onde podia escutar seu estilo musical preferido, o glam-rock, que fazia mais sucesso na Europa e no Reino Unido.

domingo, setembro 18, 2011

The Explicits

 

The Explicits é uma banda que mescla punk e metal , foi formada na Flórida por Renee Phoenix (vocalista e guitarrista), Jarrod Welsh (baterista), Kevin Vu (guitarrista) e Noah Ray (baixista). As influências musicais de cada integrante vão desde No Doubt até Slipknot. Apesar dessa diversidade toda, não acho o som deles tão original assim, eu classificaria como um "quase metalcore". O diferencial fica por conta da voz potente de Renee, cujo elemento mais me chamou atenção. Pelo que consta, a banda ja terminou, atualmente a vocalista está em atividade com a banda Fit For Rivals, que faz um som mais melódico e com certo apelo pop.

The Explicits [ Download ]
meu primeiro upload!

quinta-feira, setembro 15, 2011

X Ray Spex

Some people think little girls should be seen and not heard
but I think 

Oh Bondage Up Yours!

X Ray Spex foi uma das bandas pioneiras no cenário punk britânico. A frase acima é da música "Oh Bondage Up Yours" considerado um clássico dentro do gênero, aliás acredito que o album "Germ Free Adolescents" (1978) deve ser indispensável na coleção de qualquer sujeito que se considere ou seja fã de punk. Porém como sabemos o espaço feminino no rock ainda está muito restrito. Sobre isso recomendo essa ótima crítica sobre A invisibilidade das Mulheres na Música  e vamos ao post.



A banda foi formada em 1976 na cidade de Londres por Poly Styrene (vocais), Jack Airport (guitarra), Paul Dean (baixo), Paul B. P. Hurding (bateria) e Lora Logic (saxofone). O instrumento de sopro pouco usado em bandas punks deu uma diferencial para o X Ray Spex.

Em novembro de 1978 é lançado o album de estréia "Germ Free Adolescents" pela EMI. Muito bem recebido e bastante aclamado. O crítico Robert Christgau afirmou na época que é lamentável que o disco não tenha sido lançado nos EUA, também elogia as "rimas alegremente moralistas" de Styrene e as melodias marcantes. As letras no geral falam sobre anti-consumismo, com exceção de "Identity" que a vocalista escreveu baseada na vez em que viu uma garota cortar os pulsos no banheiro de um clube.   

Após a primeira e última turnê da banda pelo Reino Unido, Poly Styrene é diagnosticada com esquizofrenia e prefere deixar a banda, em meados de 1979.

terça-feira, setembro 13, 2011

Bitchfits

Halloween night in the year 2077, a cemetery in the small town of Lodi, New Jersey experienced a strange radioactive meteor shower that would forever change the lives of four innocent little girls... 


As radiation penetrates the ground, the earth begins to glow green and tremble and shake. Caskets bursting out of the ground and bodies reanimated begin to fall in line, when out of their tombs rise the original members of the greatest horror punk band of all time, the Misfits! That night the torch was past to those four most loyalist of fans, Gwenn Standzbig, Cherry Blowme, Goyle Von Wolfbang, and Robosie! They made a pact that night as that cemetery rose into the sky, with bodies and coffins falling to the earth crushing passers by, to move to Hollywood and carry on the legacy as the "World Famous Queens of Horror" now known as The BITCHFITS !

And the rest, is hysterectomy..

Fonte: Bitchfits - The Queens Of Horror


Hate Is Your Mistress [ Download ]

sexta-feira, setembro 09, 2011

Bikini Kill

[ Publicado originalmente no blog LOVE ROCK LIVE by Daiah Scarlet ]
 Post Atualizado 

Idealizado por estudantes, fãs de punk rock, e cansadas do machismo no gênero, o Bikini Kill teve vida curta, mas foi de suma importância para uma geração de garotas que sentiram-se motivadas a tocar instrumentos sem frescura.


A banda foi formada em 1990 na cidade de Olympia (EUA), pelas estudantes Kathleen Hanna, Tobi Vail e Kathi Wilcox, que após criarem o fanzine feminista,"Bikini Kill", decidiram formar uma banda com intuito de divulgar mais a publicação. Chamaram o guitarrista, Billy Boredom, e com essa formação gravaram uma demo-tape intitulada de "Revolution Girl Style Now", o primeiro registro gravado do quarteto.


Para gravar o primeiro EP, assinaram um contrato com o selo Kill Rock Stars (Mate estrelas do rock), nome adequado para a banda de punk engajado, que defendia causas políticas e preferia satirizar o ''mainstream''. O EP chamado apenas de Bikini Kill foi lançado em 1991 e contém as musicas gravadas em uma demo no mesmo ano.

Com letras contendo fortes criticas ao machismo gritadas pela vocalista Kathleen Hanna, a banda começou a ganhar espaço, e o genero feminista, riot grrrl, cada vez tornava-se mais popular. Em 1992 dividiram um single com a banda Huggy Bear, espécie de representante riot grrrl na Inglaterra. Já em 1993, tiveram o single "New Radio/Rebel Girl" produzido pela lendária guitarrista Joan Jett, que simpatizou muito com o som e as idéias das garotas de Washington.

Hell's Belles

Hell's Belles é uma banda feminina cover de AC/DC formada em Seattle, em 2000 pela vocalista, Om Johari e a guitarrista, Amy Stolzenbach.  Em 2005 lançaram o album "We Salute You". A formação atual conta com Amber, Mandy, Laura, Lisa, e Adrian "Angus".

Essas cinco mulheres tocam com perfeição os clássicos da banda australiana e cá entre nós, entre Brian Johnson e Amber Spence, em questão de vocal, escolho ela com certeza. (Espero não ser apedrejada por isso!)

Back In Black
Walk All Over You
Hell's Bells
For Those About To Rock
You Shook Me
Riff Raff
Jailbreak
Let There Be Rock

We Salute You [ Download ]
Fonte do download: Guitar Women

quarta-feira, setembro 07, 2011

The Gossip


The Gossip, ou apenas Gossip, foi formado em 1999 por Beth Ditto (vocalista), Brace Paine (guitarrista) e Kathy Mendonca (baterista). Apesar dos três serem naturais do Arkansas, a banda foi formada em Olympia, onde eles moravam na época em que estudavam no Evergreen State College. O primeiro EP do trio foi lançado no mesmo ano pela K Records e coincidiu com a turnê ao lado da banda Sleater-Kinney. Em agosto de 2000, The Gossip participou do primeiro LadyFest em Olympia. O primeiro album "Tha't Not What I Weird" foi lançado em janeiro de 2001, seguido de um EP e o segundo disco, "Movement", de 2003. No mesmo ano, Kathy Mendonca sai da banda para seguir carreira como obstetra e é substítuida pelo baterista Hanna Blilie. "Standing Out Of Control" é lançado em 2006, ganha disco de ouro no Reino Unido e "Music For Men" em 2009 garante ouro triplo com a música "Heavy Cross" na Alemanha. Em janeiro desse ano quebrou o recorde no pais de faixa mais vendida em todos os tempos.

segunda-feira, setembro 05, 2011

This Is Janis Joplin

Album com sete músicas que Janis gravou por volta de 1965, antes de fazer parte do Big Brother & The Holding Company. As canções originalmente eram apenas com voz e violão, James Gurley, guitarrista do Big Brother acresentou os outros instrumentos depois.

Eu gostei bastante das músicas, por isso estou postando aqui. Um prato cheio para os fãs de blues e claro, os eternos admiradores da Janis Joplin. 



Apple Of My Eye
219 Train
Codine
Down And Out
Turtle Blues
I Ain't Got A Worry
Brownsville

quarta-feira, agosto 31, 2011

Covers Inusitados: A Versão Riot Grrrl de Cherry Bomb

As garotas do Runaways e suas 'cerejinhas'
Cherry Bomb foi a música que garantiu sucesso ao Runaways na década de setenta. Com um riff incessante (dando a idéia da bomba prestes a estourar), a música era agressiva e ao mesmo tempo sensual, perfeita para quebrar alguns "tabus" da época; Ainda mais com a maluca da Cherie Currie, nessa época por volta de seus 16 anos, cantando o quanto era selvagem vestindo uma lingerie.

Menos de vinte anos depois, surgia um movimento chamado riot grrrl, onde garotas também tocavam instrumentos, escreviam suas músicas e quebravam "tabus". Uma das bandas que levantaram essa bandeira foi o Bratmobile, tocando um punk/garage rock divertido e acima de tudo, feminista.

Onde entra o cover nesse blá blá blá todo ? No primeiro album do Bratmobile, "Pottymouth" de 1992. Ok, o cover de hoje não é tão inusitado assim, mas é bem interessante.

sexta-feira, agosto 26, 2011

Gutural Feminino: 10 Vocalistas de Metal

Apesar de não ser o meu estilo musical preferido, admito que fico empolgadíssima quando vejo uma mulher a frente de uma banda de metal cantando com uma voz rouca, grave e potente, usando a técnica conhecida por gutural. Pensando nisso, achei no blog Wildchild uma lista com dez vocalistas que utilizam dessa técnica e que conseguiram destaque no metal. Abaixo está a lista, modifiquei um pouco os textos, quem quiser conferir o original clique aqui.

O número de mulheres vocalistas de bandas de metal extremo, especialmente em bandas de Thrash e Death Metal, vem crescendo cada vez mais, e elas se voltam para o vocal gutural, embora tenha a predominância dos graves, o gutural não é praticado apenas por homens, sendo parcialmente comum ver mulheres usando a técnica.

Pois então, listaremos algumas das mulheres que utilizam a técnica do gutural em suas respectivas bandas:

 Angela Gossow
Banda: Arch Enemy

Com certeza quando se fala em gutural feminino, a primeira mulher que vem à cabeça é a vocalista da banda sueca de melodic death metal, Arch Enemy. A cantora alemã, tem como principais influências: Jeff Walker (Carcass), David Vincent (Morbid Angel), John Tardy (Obituary) e Chuck Billy (Testament). Angela é a mais fanática da banda por estilos mais extremos de metal e contribuiu muito para tornar o som da sua banda mais pesado, sem abandonar a melodia. Gossow teve seu primeiro contato com a música em 1991, na banda Asmodina. Em 1998 tornou-se frontwoman da banda Mistress, até ser chamada em 2001 para assumir os vocais do Arch Enemy

Escutar ♪



terça-feira, agosto 23, 2011

Crucified Barbara

[ Post escrito por mim, mas originalmente publicado no blog Love Rock Live ]

A banda feminina sueca foi formada em meados de 1998 em Estocolmo por Mia Coldheart, excelente vocalista e guitarrista solo, Klara Force, guitarrista base, Ida Evileye baixista, e Nicki Wicked baterista.

O curioso nome surgiu quando duas das integrantes prestigiavam o Roskilde Festival na Dinamarca e viram uma boneca inflável com o nome de Barbara, primeiramente pensaram em dar esse nome a alguma música, mas por fim, foi adotado como o nome da banda, junto com a palavra "Crucified".


Começaram fazendo um som mais puxado pro punk, influência bem presente nas garotas, mas conforme foram evoluindo, a sonoridade começou a ficar mais pesada e com mais técnica.
O single "Losing The Game" foi lançado em 2005, e em pouco tempo atingiu a oitava colocação dos tops suecos. Com esse retorno decidiram gravar o primeiro album. "In Distortion We Trust" foi lançado em 2006 e apesar de agradar razoavelmente a mídia e fãs do metal, é evidente que elas ainda tinham muitos pontos para melhorar. Destaque para a faixa "Play Me Hard".

segunda-feira, agosto 22, 2011

1 Ano de Blog!

Nesse domingo, dia 21, completou um ano desde que escrevi meu primeiro post nesse blog! 
Queria agradecer aos mais de 22 mil acessos, aos comentários e aos seguidores. Com certeza se não fosse por vocês eu não teria chegado até aqui :D


Para comemorar essa data, vou fazer uma listinha com alguns dos posts mais vistos e outra com meus preferidos.

quarta-feira, agosto 17, 2011

Top #3: Mulheres no Hard Rock Baby!

Aqui no blog estou sempre falando das mulheres que eu admiro na música, porém, geralmente destaco as que foram mais pro lado do punk e grunge, afinal, além de ser o estilo que eu mais escuto ultimamente, elas também costumam ser mais politizadas e com muitas atitudes feministas; Mas não são só nesses gêneros que as mulheres tem seu espaço (e mandam bem!), no hard rock por exemplo elas também tem sua contribuição, e é sobre isso que vou falar hoje, começando com umas das três maiores bandas/artistas nesse estilo, segundo meu gosto pessoal também.

3° Vixen


A banda de hard rock estadunidense foi a primeira completamente feminina que eu conheci (dentro desse gênero), no tempo que eu tocava um "hard n'roll" com as gurias da Scarlet Rose, e posso dizer que gostei de primeira, as músicas e o visual glam me fisgaram logo de vista. Não vou entrar em muitos detalhes sobre Vixen, pois já falei delas em outro post (leia aqui). Para quem quiser escutar e conhecer a banda, recomendo baixar o primeiro album, que contem os maiores sucessos do quarteto.


Bessie



Essa mulher canta suas feridas com a voz da glória e ninguém pode ficar surdo ou distraído. Pulmões da noite profunda: Bessie Smith, imensamente gorda, imensamente negra, amaldiçoa os ladrões da Criação.
Seus blues são os hinos religiosos das pobres negras bêbadas nos subúrbios: anunciam que serão destronados os brancos e os machos e os ricos que humilham o mundo.



segunda-feira, agosto 15, 2011

Lunachicks

Biografia
Banda formada em 1987, na cidade de Nova York, pelas estudantes Theo Kogan (vocalista), Gina Volpe (guitarrista), Sydney "Squid" Silver (baixista) e Sindi Benezra (guitarrista). Após um ano apenas ensaiando e compondo musicas no quarto de Gina a banda tem sua estréia nos palcos em 1988, com o namorado de Theo, Mike, tocando bateria. E por sorte delas, lá estavam Kim Gordon e Thurston Moore (Sonic Youth), mais uma vez ajudando a revelar os talentos do rock feminino. Ambos interessaram-se pela banda e após acompanharem alguns shows enviaram uma fita demo para o dono da gravadora britânica Blast First, com a qual elas assinam um contrato e lançam um EP auto intitulado com quatro músicas.


Em 1989, já com Becky Wreck na bateria é lançado o primeiro album, "Babysitters On Acid". A banda abandona a gravadora Blast First, que dava muito pouco lucro. Em 1992 chega as lojas o segundo album, "Binge & Purge" pela Safe House. Nessa época Becky Wreck ganha uma certa fama após uma aparição no Lesbian Dating Game e deixa banda, sendo substítuida por Kate Schellenbach, e depois por Chip English.

Mais uma vez a banda troca de gravadora, agora o contrato é com a Go-Kart Records. "Jerk of All Trades", é lançado em 1995. Mas foi com o album "Pretty Ugly" lançado em 1997 que emplacaram o sucesso "Don't Want You". Após a saída da guitarrista, Sindi, a banda se estabelece como um quarteto e em 1999 lançam seu último album, "Luxury Problem". Chip sai e é substítuida por Helen Destroy. A banda está em hiato desde 2000, com exceção de um show em 2002 e outro em 2004.

terça-feira, agosto 09, 2011

The Distillers

Todo mundo conhece e gosta de Distillers, provavelmente não postarei nada de novo para muita gente, mas tratando-se de um blog sobre bandas femininas, acho importante citar Brody Dalle, influência fortíssima para muitas grrrls hoje em dia.


Brody Dalle, (Bree Leslie Pucilowski) nasceu no dia 1° de janeiro de 1979 em Melbourne, Austrália. Seu primeiro contato com a música foi tocando bateria na banda punk Sourpuss. Após uma juventude problemática, aos 18 anos muda-se para Los Angeles e casa-se com Tim Armstrong (vocalista do Rancid), com quem ela mantinha um relacionamento a distância havia algum tempo. Em 1998, Brody Armstrong fundou o Distillers com os músicos Kim Fuelleman, Matt Young e Rose Casper.

O album de estréia é lançado em 2000 pela Epitaph Records e produzido por Thomas Johnson. As músicas são rápidas e barulhentas; Entre as composições de Brody incluiram também uma cover de Patti Smith, "Ask The Angels", que ficou ótima na versão mais distorcida.